sábado, 27 de junho de 2009

Older

Abro a página de novo. Hoje eu vou escrever, hoje o texto vai sair. É, eu até tenho uma história pronta na cabeça. Mas ela já dói tanto aqui dentro, não quero trazê-la pra fora. Me dá preguiça de pensar em escrevê-la, aliás me dá preguiça de tentar me expressar.

Ando meio assim agora sabe? Dei pra virar anti-social, anti-festa, anti-over-animação. Comecei a assistir filmes de velho-oeste com o meu pai, a falar de moda com a minha mãe, a jogar baralho com o meu avô. Felicidade de velho, diz a minha mãe.

Talvez seja isso, talvez tenha passado tempo demais aqui dentro.

"Tô precisando mudar", disse esses dias e escutei em resposta: "Você anda querendo é se esconder!"
Acho que isso eu já fiz há muito tempo, agora preciso mesmo é me encontrar.


"A hundred days have made me older
since the last time that I saw your pretty face"

6 comentários:

Rafael disse...

diga NAO à tristeza!

Adrielly Soares disse...

Eu gosto dos seus posts mesmo quando você não conta nenhuma história.

=*

Cris Fonseca disse...

tem coisas que a gente não entende...
tem coisas que a gente aceita...
tem coisas que se aceita e entende...
as outras coisas a gente vive...
mesmo que o mundo não seja um mar de rosas, e que as pessoas não sejam perfeitas... nós tbm não somos... não adianta fingir q nada aconteceu... ignorar nunca é uma saída digna... quando, de cabeça erguida, se encara uma coisa que machuca, acabamos por perceber que essa coisa nem é tão grande assim, basta termos vontade de ultrapassá-la...

eu quero passar por cima do ue aconteceu, mas não consigo sozinha.

[]

Carolina. disse...

As vezes a gente precisa se encontrar pra achar o caminho...


Beijão

NeW disse...

Ser ou não fazer... ter ou não esperar... perder ou não ir... sentir ou não viver...

Momentos assim nos compromete e nos obriga a sermos melhores... maiores... mais fortes...

=*

Lufs disse...

Cada um age de um jeito com sua dor. Todo mundo quer o seu tempo e o seu espaço. Eu só preciso dizer: "To esperando a Doida voltar, eu sei que ela vai voltar..."