domingo, 4 de maio de 2008

E quando você diz pra eu me acalmar, aí é que eu me desespero.
Quando a sua fala fica mansa e seu olhar doce, é como se me dissesse pra ficar preparada, pra ser forte, pra não chorar.
Quando eu vejo os cacos no chão e as mentiras sobre a mesa surpreendo-me com um olhar de desprezo, ou quem dirá, de indiferença.
Há muito venho fazendo assim, fecho os olhos e te enxergo como eu quero, como um amante que você nunca foi pra mim e, ouso a dizer sem dúvida alguma, nunca foi pra ninguém. Mas agora que os meus olhos estão abertos eu aproveito pra me deliciar da cruel verdade.
A verdade que me diz em alto e bom som: BASTA!
De nada me consola sempre ter falsos amantes, de tê-los somente comigo, do meu jeito, como pessoas perfeitas pra mim! Não existe pessoas perfeitas pra mim, do mesmo jeito que não as existem pra você! E se um dia eu te fiz perfeito, se um dia eu fiz alguém perfeito, quero me desfazer dessa ilusão. E é disso, exatamente disso, que me desfaço agora.
Desfaço e desfacelo,
em tantos eus, vocês e nós.
Até tudo isso virar eu e, apenas, eu.

4 comentários:

Adrielly Soares disse...

Eu já disse que gosto de coisas cheias de raiva ?
É bom quando se encherga alguém perfeito, mas é melhor quando conhece os defeitos desse alguém e eles não te afetam tanto.


Te amo.
Adoro as coisas que você escreve.

Adrielly Soares disse...

comentei no anterior.

♥M@cellY♥ disse...

Tbn me desespero qdo me dizem para eu me acalmar... fácil falar quando não se sente o que acontece com agente né?
Aff...
rsss
To bem hj pra comentar não..... depois eu volto aqui... comentar direito, que vc merece!

Bjosss

Adrielly Soares disse...

Saudade.
>/