quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Simplicidade

"Daqui a dez minutos talvez eu enlouqueça"
Ana Carolina


Sabe, você passou a vida inteira procurando sempre algo mais, passou todos os minutos perseguindo objetivos que, ouso a dizer, sempre foram alcançados. Você agora estufa o peito e conta todas as suas conquistas, esbanja inteligencia e persistência, mostra a todos o quão longe é capaz de ir e sabe que qualquer obstáculo é pequeno demais pra você. Mas eu vejo daqui, eu consigo ver que tudo isso não é o bastante. Hoje está aí em cima e todos olham pra você de um jeito diferente, você conseguiu o respeito da sua família, conseguiu obter a admiração daqueles que duvidavam de você e o orgulho daqueles que sempre acreditaram que conseguiria. Mas depois de tudo isso não era suposto que o sorriso que agora vejo no seu rosto fosse menos melancólico? O que houve com aquele menino de sorriso mole, que conversava besteiras nas tardes de domingo jogado na rede da minha casa? O que aconteceu com toda aquela vontade de viver, de ter uma familia grande, de nos encontrarmos sempre, de nunca deixar o tempo levar embora a amizade? Não, isso não é cobrança, mas sinto que você não fala mais com tanta naturalidade como antes, não sinto aquela sinceridade no olhar e nas palavras. Lembra de como era fácil passarmos dias junto com as mesmas pessoas conversando horas e horas sem se cansar? Lembra de como era divertido passar os fins de semana sem fazer nada além de comer pipoca e ver filme? Hoje nós sentimos falta exatamente das mesmas coisas, das mesmas pessoas, das mesmas noites discutindo coisas sem sentido nenhum, mas que faziam a barriga doer de tanto rir. Mas acho que você teve que ir longe demais pra perceber que tudo que queria já estava aqui, bem na sua frente. Eu não tive a experiencia de vida que você teve, não vi tudo que você viu, não conheci tantas pessoas que você conheceu, nunca ganhei um prêmio, nem mesmo na escola, nunca fui o melhor em coisa alguma, mas e daí?? Você teve que percorrer quilômetros e mais quilômetros pra perceber que não havia mais no mundo do que a simplicidade que vivia.
E então agora? A simplicidade ainda está aqui de fora, ainda temos os mesmos sentimentos, as mesmas saudades, ainda somos capazes de nos encontrar e conversarmos como se todos os anos não tivessem passado e você sabe que isso nunca vai deixar de existir. E quando você vier, com aqueles brilho nos olhos e com aquele sorriso largo vai perceber que aqui nunca deixou e nem vai deixar de ser o seu lugar.

6 comentários:

Little dreamer disse...

"E quando você vier, com aqueles brilho nos olhos e com aquele sorriso largo vai perceber que aqui nunca deixou e nem vai deixar de ser o seu lugar. "

ARREPIANTE

NeW disse...

Nosso lugar é sempre onde estão as pessoas com quem nos importamos e principalmente as que se importam com agente... mas nem por isso tenha medo de se sentir só, pois se quem você preza realmente, merecer toda sua atenção esta(s) pessoa estará sempre com um lugar guardado especialmente pra você.

Thatiane C. Vieira Capuano disse...

Acho sinceramente que o que a gente sempre quis realmente sempre esteve à nossa frente, corremos atras de tanta coisa que o essencial que é o mais simples da vida as vezes passa batido... Te amo tanto e sinto tanta saudade de uma abraço que eu sei que vai demorar a acontecer...Mas me sinto extremamente feliz de saber que você está onde está...so fico triste de não estarmos com você!
Desculpa é que saudade dói...

Cris Fonseca disse...

"Venha quando quiser, ligue, chame, escreva - tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim"
(CFA)

=)

Paola disse...

verdadeiro. adorei!
fazia muito tempo que eu não passava mais por aqui.
o coisas simples não existe mais.
mas, eu voltei a ativa.
;)

Carolina. disse...

o simples, de nada simples tem...Ele é mais completo que qualquer outra coisa.

Saudade de vc, sua branquela...
Te amo, viu?
Sempre

Beijão